Para onde irá X?

3 - Para onde Vou

Já sabem quem é o Senhor X e também sabem de onde o Senhor X veio, mas para vos dizer para onde o X se dirige, terei que vos dizer onde X se encontra.
X encontra-se focado em manter o seu nível de poupança atual e assim que possível aumenta-lo, mas ao mesmo tempo X sente a necessidade de melhorar a sua qualidade de vida. Como o dinheiro não estica mais, X encontra-se num dilema que só um aumento dos seus rendimentos (do trabalho ou passivos) o resolveria, de maneira que ate isso acontecer nem a sua poupança, nem a sua qualidade de vida irão aumentar. O objetivo é atingir a independência financeira o quanto antes! Portanto é nisso que X tem que se focar, ou seja, apostar na poupança. Para quem tenha a mesma ambição que X, devera fazer o que Andrew Craig (autor do livro “How to Own the World”, que vivamente recomendo) sugere:

Viver a baixo dos seus meios e poupar o resto

Ainda não ouvi melhor forma de responder a pergunta “como poupar?”. O Senhor X poupa cerca de 30% do ordenado, mas ambiciona qualquer coisa entre os 40% e os 50%, o que nos remete para o dilema anterior. Temos que admitir que já estamos a falar de uma grande fatia do seu rendimento, e que todos os dias já são feitos pequenos sacrifícios nesse sentido. Não fossem esses sacrifícios regulares, o Senhor X não teria o que tem hoje:

o pouco que muitos acham que e muito
Vamos a números e a factos atuais:

Rendimentos do Trabalho

Factos & Números – Cerca de 30% do salário do Senhor X é dividido para duas contas poupança no estrangeiro, onde X trabalha. Ambas com juros modestos a rondar os 2%.
Realidade – Uma das contas é uma poupança habitação (mobilizável) com benefícios fiscais. Os fundos da mesma nunca foram mobilizados. A outra e uma conta poupança programada com o prazo de um ano (renovável). O destino das poupanças desta segunda conta, no passado acabaram por ser divididas entre ferias e transferências para poupanças em Portugal.
Plano de ação – Ate ao final de 2018, as contribuições para o credito habitação deverão manter-se e o dinheiro não devera ser movimentado a não ser para comprar uma casa para X viver. Em 2019 a situação terá que se reavaliada devido ao facto de entretanto ficar perto dos máximos benefícios fiscais que podem ser obtidos através desse produto. Os depósitos regulares na poupança programada deverão ser trocados total ou parcialmente por investimentos regulares em certos fundos de investimento que  tenham benefícios fiscais para X.

Imobiliário

Factos & Números – As previsões  de lucros para 2018 das duas propriedades que se encontram alugadas (após despesas e impostos) serão de cerca de 1500€ anuais.
Realidade – Infelizmente, este dinheiro não esta a ser controlado de todo, acabando gasto em ferias, compras e afins, o que (apesar de tornar a sua vida mais relaxada e desafogada) não aproxima X da sua ambicionada independência financeira.
Plano de ação – O plano irá passar por investir, idealmente, todo este dinheiro de forma regular num produto que lhe permita maximizar o seu património. X está a estudar alguns fundos de investimento em Portugal. A hipótese de acumular os lucros num produto mais líquido, para mais tarde investir numa terceira propriedade também é opção.
Notas – Atenção que despesas com reparações, comissões de agências imobiliárias e imóveis vazios (entre mudanças de inquilinos) não estão contabilizados, de modo a que o que num ano é lucro, no ano seguinte poderá ser zero ou mesmo prejuízo.

Contas poupança

Factos & Números – taxas de juros tristes nem merecem menção. Cerca de 5000€ poupados num fundo de emergência.
Realidade – 5000€ foi o valor mínimo estipulado por X como fundo de emergência. De maneira que, só nesse caso estes fundos poderão ser usados
Plano de ação – Aumentar o valor atual para valores a rondar os 20.000€ (bem sabemos que vai demorar… anos!), suficiente para entrada de um terceiro imóvel. Reestruturar as contas de modo a simplificar a sua manutenção e cortar algumas despesas bancarias desnecessárias.

Projetos Extra

Kefir

Factos & Números – X tem um pequeno negócio online de venda de Kefir que lhe rende em média, cerca de £25 por mês. As margens são muito pequenas, pelo que o volume é o que gera o lucro.
Realidade  – os minúsculos lucros deste “negócio” estão a ser amealhados, para quem sabe no futuro, caso haja uma oportunidade escalar o negócio.
Plano de ação – X anda a trabalhar na redução de custos de embalagem e envio, de modo reduzir os custos em cerca de 40%.
Notas – De notar que este nicho de mercado tem imensa competição e que o preço de venda pode oscilar ate 40% de um mês para o outro afetando brutalmente os lucros. Se alguém estiver interessado em Kefir, deixo a publicidade. Podem entrar com contacto comigo através de um comentário, wxz.invest@gmail.com ou info.kefiring@gmail.com se quiserem alguma informação ou comprar algum kefir. Eventualmente irei falar mais sobre este meu nano-mini-micro- pequeno negócio de venda de kefir.

Blog

Factos & Números – este recém nascido blog obviamente que não dá qualquer tipo de lucro, bem pelo contrario: há custos a suportar.
Realidade  – W, X e Z ainda estão numa fase embrionária do bloguismo. Ainda não há muito a dizer.
Plano de ação – Continuar a postar contudo regularmente. Antes de pensar em monetizar o blog, o plano passa por chegar ao maior numero de pessoas (de modo a que agradeço desde já em nome de W, X e Z por qualquer partilha do nosso blog). Eventualmente obviamente que no futuro seria fantástico receber algum rendimento deste projeto e quem sabe mesmo escrever um livro… sonhos!
Notas – para os mais entendidos no tema, agradeço desde já comentários e sugestões de todo o tipo para o nosso site: desde design, a conteúdos, a formas de chegar a mais gente, ao que acharem pertinente.

Outros

Existem outros projetos em mente, outros na gaveta, que não merecem menção. Um dia que saiam da caixa X, terei todo o gosto de falar sobre eles.

E para onde X realmente vai?

Como não me canso de frisar: o destino de X é a independência financeira. O objetivo mínimo serão os tais 2000€ mensais de rendimentos passivos. Como chegar lá? É o que todos queremos descobrir, incluindo o Senhor X.
3 - reolgiosCom o plano de poupança atual, sem qualquer tipo de alavancagem, não será fácil de chegar aos valores ambicionados em menos de 20 anos. Todavia, também, bem longe de impossível.
Não nos podemos esquecer que o relógio não para!!!
Tik Tak
Tik Tak
Vamos então mostrar como é possível la chegar. Para simplificar, vamos por partes:
  1. Para efeitos de simplicidade dos cálculos, digamos que X tem 20 anos pela frente ate à deadline dos 50. Com a poupança atual e com retornos de investimento médios entre os 5% e os 10% (entre os diversos investimentos), o porquinho mealheiro devera estar a pesar entre os 300.000€ e os 500.000€ quilogramas de gordura.
  2. Devemos ter em consideração todos os buracos durante o caminho (variações das taxas de juros, altos e baixos nos diferentes mercados, inflação, etc), que tornarão o mundo diferente do que é atualmente. Investimentos regulares e diversificados deverão ser feitos durante este período de modo a minimizar o risco, bem como ter a capacidade de adaptação às diferentes realidades à medida que o mundo vai mudando.
  3. Pensando numa perspectiva pessimista, simplista e linear, digamos que durante o caminho até aos 50, X teria amealhado 200.000€. Creio que este valor, seria suficiente para a compra de imóveis que rendessem mais de 1000€ mensais. Adicionando os rendimentos passivos atuais (considerando as suas hipotecas pagas) creio que X chegaria perto dos 2000€ mensais de rendimentos passivos sem grande surpresa.
Digamos que o caminho parece promissor para X atingir os seus objetivos mínimos, mas…

 X quer mais!
Desta forma, sem planos concretos nem definidos, X está em busca constante por oportunidades de investimentos que beneficiem de algum tipo de alavancagem, porque citando empresário, investidor e escritor Robert Kiyosaki, famoso pelo seu livro Rich Dad, Poor Dad

Financial struggle is often the direct result of people working all their lives for someone else
Ou seja, nunca ninguém ficou rico a trabalhar para outra pessoa. Óbvio que não será 100% linear, mas esta frase tem muita força e sentido, e acima de tudo motiva X para continuar a lutar pelo seu sonho.
Mas este sonho precisa de alguma forma de alavancagem para ser concretizado em tempo útil.
A forma como X irá atingir esta alavancagem ainda não é clara, mas existem algumas ideias no forno. Assim que estejam numa fase mais avançada e sejam implementáveis, terei todo o gosto de as partilhar.

Esperemos que daqui a uns anos possa (e possamos) olhar para trás e ver o caminho do Senhor X do zero à sua independência financeira.

E que o caminho façamos juntos!

X

 

Publicado por

Senhor X

Mais uma pessoa aleatória a tentar vingar na vida, ambicionando a independência financeira o quanto antes!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s