Uma ideia dourada

Espero que tenham sentido saudades minhas….É mais uma vez o vosso Mr. W, tão fiel aos posts como o nascer do Sol.

Antes de mais nada gostava de agradecer aos nossos novos leitores que cada vez mais nos motivam a continuar. Espero que o nosso blog esteja a ser produtivo e que consigam melhorar as vossas vidas financeiras.

Esta semana trago-vos a minha mais recente ideia/iniciativa que há já algum tempo tem as suas raízes em mim. Falo-vos de um dos metais mais preciosos do mundo e talvez o mais procurado também……OURO!

gold_720-1-770x433

Aquando da abertura da minha mais recente conta (ver post anterior) que me apercebi que o banco oferece a possibilidade de se adquirir ouro. Esta é uma ideia já tenho há bastante tempo mas ainda assim é a minha maior dúvida no que toca a investimentos.

O ouro é visto de várias maneiras, uns pensam que comprar ouro é a melhor aposta possível enquanto que outros dizem ser um investimento para “burros”. Ambos têm argumentos bastante válidos e mesmo os peritos têm opiniões divididas. Uma coisa é certa, mesmo os que refutam a ideia ainda têm umas moedinhas de ouro guardadas na gaveta…se isso faz com que eles percam a credibilidade ou não fica à vossa consideração. Pessoalmente acho que isso diz bastante…….Falemos de factos e façamos as considerações depois.

Para comprar ouro temos duas modalidades predominantes, sendo que uma delas se subdivide em duas. São elas:

  • COMPRA DE BARRAS – Nesta modalidade estamos a comprar basicamente uma pequena barra formada de ouro. Apesar de ter algumas gravuras em alguns casos o preço de compra praticamente não inclui o custo da “mão de obra”. Existem vários pesos, desde umas meras 10gramas até umas impressionantes 1000gramas (1 quilo). As mais transacionadas serão as de pesos compreendidos entre as 25 e as 100 gramas. A razão de ser disto é apenas o preço. Quanto mais caro mais difícil se torna de vender, e as barras mais pequenas são compradas com alguma frequência.
  • COMPRA DE MOEDAS – Nesta podemos subdividir em duas categorias mais pequenas:
    • Moedas de coleccionador: São as edições especiais e as comemorativas de certos eventos ou ocasiões. Estas moedas além de terem o valor do seu peso em ouro têm também muito valor associado pela ocasião que celebram. Esta vertente é aconselhada apenas para quem esteja por dentro do assunto pois “o comum dos mortais” facilmente poderá pagar do que deveria pela dita moeda;
    • Moedas Bullion: Podemos considerar estas como apenas ouro moldado no formato de moeda. Isto facilita a compra/venda e o guardar ou preservar da dita. Apesar de terem algo cunhado nas suas faces pouco ou quase nenhum valor têm além do ouro que contêm.

Posto isto resta-nos apenas tirar as nossas elações com factos mais específicos. Quando nasci em 1987 comprávamos uma onça de ouro por “uns meros” 486.50 dólares, enquanto que hoje em dia precisaríamos de 1240.50$. Neste períodos houve de facto alturas em que o ouro baixou imenso de preço, mas julgo que o facto de ser um material escasso e findável irá fazer com que o preço aumente sempre ao longo dos tempos.

Em várias conversas que tive sobre este tema a opinião parece ser a mesma, quando a economia mundial começar a dar para o torto o ouro irá aumentar imenso o preço. Esta parece-me ser a opinião generalizada.

Ouro é um meio de troca absolutamente infalível e que caso tudo o resto falhe este tão desejado metal terá sempre o seu valor assegurado. As notas como as conhecemos poderão sempre ser impressas mas é um jogo do gato e do rato porque quando se imprime dinheiro diminui-se o valor do mesmo. Ouro meus caros, não se imprime…Ou se tem ou não se tem.

Caso estejam a pensar embarcar nesta nova etapa do ouro aconselho-vos a fazerem uma pesquisa sobre marcas e formas de compra. Escolham uma estratégia e comprem conforme o vosso objectivo. Se o objectivo será o da fazer um investimento de longa data talvez uma barra maior seja o mais adequado, mas se optarem por comprar e vendar ouro conforme a cotação talvez as moedas sejam a escolha mais inteligente. Se forem uns coleccionadores natos a escolha torna-se bastante óbvia. Actualmente existe também a possibilidade de comprar cotações de ouro, mas a não ser que sejam “uns pros” na bolsa não aconselho esta modalidade a ninguém.

Espero não ter criado uma febre do ouro com este meu post mas espero ter-vos despertado para esta (na minha modesta opinião) muito segura possibilidade de investimento.

Por esta semana é tudo…Saudações amarelas e mantenham-se financeiramente (e não só) saudáveis.

Sempre convosco,

Mr. W

Um pensamento em “Uma ideia dourada”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s