Inflação Round II

Começo antes de mais por apresentar as minhas desculpas pelo tardio da minha publicação. Jamais seria capaz de passar sem escrever para vocês mas desta vez teve de ser um pouco mais tarde por motivos de força maior. Ao mesmo tempo gostaria de agradecer os vossos feedbacks e participação uma vez que isso é muito importante para nós.

Bem meus caros se bem se lembram a semana passada falámos sobre a nossa “amiga” inflação e em como ela nos dificulta a vida no nosso dia a dia. Esta semana quero entrar um pouco mais dentro do assunto pois muito há a dizer sobre esta malandra. Certamente não consigo cobrir tudo mas pelo menos ficamos com uma ideia mais acertada sobre o que se anda a passar com o nosso poder de compra.

Lancei um desafio na semana passada para podermos verificar o quão mais caro sairia um dos nossos produtos do dia a dia. Enquanto fazia as minhas pesquisas deparei-me com uma imagem que demonstra imenso a influência da inflação nos nossos bolsos. Apesar de não ser na economia portuguesa podemos ainda assim ver o impacto devastador que isto pode ter na nossa carteira. Ponham os olhos nisto:

004graficos_inflacao_produtos

Eu não sei quanto a vocês mas eu fiquei de olhos esbugalhados quando olhei para estes números. Como podemos ver no gráfico de baixo os nossos amigos brasileiros precisavam de um poder de compra de 452% para comprar os mesmos produtos num espaço de 20 anos.

Neste caso estamos a falar de produtos alimentares mas a inflação não afecta apenas a nossa comida, mas tudo aquilo que compramos e sempre de forma diferente….passo a explicar. A inflação afecta os nossos custos de forma diferente dependendo do sector que estejamos a falar. Se pesquisarem e compararem a inflação (por exemplo) dos custos médicos, produtos de higiene e cinemas/audiovisual a taxa que vão encontrar vai ser totalmente diferente.

Num dia desta semana estava a ouvir uma estação de rádio e curiosamente estavam a referir nas notícias que a taxa de inflação no primeiro trimestre do ano na sétima arte tinha sido de quase 50%! Como?! Prefiro nem pensar muito nisso porque senão ninguém mais vai ao cinema……

Em todo o caso podem ver como as taxas variam de sector para sector e no final é feita uma média com as várias taxas e então chega-se a um valor global que é o que vai determinar o valor médio da inflação. Como vêem existem imensas vertentes desta nossa amiga e muitas coisas que podem mudar por causa dela.

Ainda que ela goste de nos meter a mão ao bolso nós aqui no WXZ Invest estamos cá para contradizer e ajudar naquilo que podermos, como tal vou apresentar-vos algumas soluções para combater esta tendência e com isso pouparem alguns trocos. Vamos à luta!

fight_back

Como é lógico nada escapa há nossa amiga inflação, mas existem estratégias para fazer o vosso dinheiro viver acima destas coisas…Dou-vos aqui alguns exemplos:

  1. Stock Up! (Abastecer) – Sempre que puderem caríssimos abasteçam-se daquilo que conseguirem e principalmente em promoção. A compra em grandes quantidades traz sempre grandes vantagens e podemos apanhar excelentes promoções e ficar provisionados durante bastante tempo com o negócio certo. Isto aplica-se a imensas coisas tais como comida enlatada, produtos alimentares não perecíveis ou com um prazo de validade muito extenso, madeira, produtos de higiene, etc…Com este pequeno truque podem “escapar” há inflação uma vez que a inflação aumenta sempre mas os produtos já estão em vossa casa. Se forem. comprando sempre aos poucos estarão sempre a pagar o preço mais caro e nós não queremos isso.

  2. Commodities/Ouro – Cá está o nosso amigo ouro novamente. Se bem se lembram aqui há uns posts atrás falei-vos sobre a importância do ouro e como o seu preço flutua em relação à economia mundial. Para quem não leu passem os olhos sobre a minha edição sobre este nosso parceiro amarelo(Uma ideia dourada). As commodities são bens que podemos adquirir em várias vertentes sendo as mais correntes ouro, óleo, gas natural, entre outros. Podemos também incluir a comida nesta categoria mas como falei nisso no ponto anterior fica subentendido.
  3. Planos de poupança/Investimentos – Como não poderia deixar de ser teremos sempre os nossos PPR ou apenas investimentos a prazo. Se deixarem o vosso dinheiro apenas no banco ou em casa guardado iram sempre perder o valor da inflação de ano para ano, mas se optarem por investir os vossos ganhos estarão a fazer uma escolha muito sensata. Tenham apenas em atenção que para viver acima da inflação convém que os vossos investimentos ultrapassem o valor anual da inflação, isto é, se investirem o vosso dinheiro numa poupança que vos rende 0.5%/ano e a taxa de inflação desse ano for de 2% estarão a dar luta à inflação mas não a viver acima dela.

E com estas dicas vos deixo meus caros. Penso ter tocado um pouco mais no assunto mas façam as vossas próprias pesquisas e digam de vossa justiça. Fico à espera de saber a vossa opinião e caso tenham outras soluções diferentes por favor não hesitem.

Tenham uma excelente semana e bons investimentos.

 

Mr.W

Um pensamento em “Inflação Round II”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s