Actualidade – A Queda dos Mercados

derivative-analysis

Caríssimos, quem tem uma carteira de acções, especialmente se esta for diversificada deve ter notado um forte rombo no seu balanço a semana passada.

Colocam se duas questões muito importantes:

  1. Será um crash ou uma correcção?
  2. A que se deve?

Será um crash ou uma correcção?

Por outras palavras, as bolsas continuaram a cair nos próximos dias/semanas/meses gerando um longo período de incerteza e falta de confiança por parte dos investidores devido a uma enorme bolha que se tem vindo a formar neste longo Bull Market? Ou será que o esta queda está prestes a terminar, não passando de uma esperada correcção, especialmente dos inflacionados títulos de empresas tecnológicas?

A resposta não é fácil, e as opiniões dividem se. Existem sempre os pessimistas que defendem constantemente a chegada do Bear Market e os exuberantes que defendem constantemente a chegada, ou neste caso continuação, do Bull Market.

X não sabe a resposta, mas creio que as palavras de Warren Buffet, provavelmente o investidor que mais sucesso teve durante a sua vida, proferidas em 2016 à CNBC ainda têm todo o sentido:

Buy-and-hold is still the best strategy

Don’t watch the market closely

If they’re trying to buy and sell stocks, and worry when they go down a little bit … and think they should maybe sell them when they go up, they’re not going to have very good results

Warren Buffet confirma que comprar e manter um investimento no longo prazo ainda é a melhor estratégia a seguir, avançando que acompanhar os índices do mercado constantemente pode levar a impulsos de ganancia e pânico que levam o investidor a comprar e/ou vender acções muito regularmente, tornando mais difícil alcançar bons resultados no longo prazo.

Image-1

Para X, estas perdas são duras de ver, especialmente numa fase tão prematura da sua jornada de investimentos. Todavia, nem tudo é mau, por duas razoes:

  1. Tudo o que sobe, desce (e vice-versa)
  2. Investimentos regulares

Investimentos regulares, de montantes fixos irão motivar uma media, que ira favorecer o investidor, visto este comprar mais acções com o mesmo dinheiro quando estas estão em queda, e menos (acções com o mesmo dinheiro) quando estas estão em alta.

 

A  que se deve esta queda?

Creio existirem dois pontos fulcrais para responder a esta questão:

O primeiro é o longo Bull Market em que nos encontramos (segundo alguns analistas, o mais longo da historia) que nos tem habituado a ganhos e crescimentos constantes durante os últimos 10 anos.

O segundo deve-se ao aumento das taxas de juros por parte do FED (Reserva Federal Americana) que acaba por ser como que o Banco Central Europeu, responsável por definir as taxas de juros de referencia.

Estes dois factos em conjunto podem ter um efeito demolidor.

Como falamos, os mercados cresceram constantemente nos últimos 10 anos. Muito deste crescimento foi sustentado, devido à crise anterior, que atirou não só o sector imobiliário e financeiro por aí baixo, mas em geral todo o mercado bolsista. As baixas taxas de juros praticadas globalmente (derivadas ajudaram os mercados a restablecerem-se devido ao acesso a credito de baixo custo.

Para as empresas, este acesso a taxas de juros incrivelmente baixas, nunca antes vistas (que hoje muita gente acha normal),  potenciaram o crescimento de muitas empresas, e consequente capitalização bolsista, devido ao facto do acesso a investimento se muito mais fácil (e barato!). Este crescimento a nível de bolsa foi exponencialmente amplificado devido ao mesmo facto, taxas de juro incrivelmente baixas, mas derivado de um outro interveniente: os investidores em geral.

Como sabem, o investimento em bolsa acarreta os seus riscos. Riscos estes que muitos investidores não estariam dispostos a correr, não fossem as taxas de juros praticadas globalmente com valores perto dos 0%. Visto as alternativas de investimento terem sido restritas, investidores que antes eram muito conservadores, face há ausência de alternativas de investimento, tem que recorrer a instrumentos mais arriscados, neste caso a bolsa de valores. Este facto gerou uma injecção brutal de capital no mercado bolsista, leia-se aumento brutal da procura, o que consequentemente aumentou os seus preços para os valores que conhecemos hoje.

O aumentar das taxas de juros, tal como a sua redução terá, ou  muito provavelmente já estará a ter o duplo impacto anterior, mas em sentido inverso. Ou seja, o aumentar das taxas de juros torna mais difícil (mais caro) o acesso a credito e investimento por parte das empresas, o que eventualmente poderá diminuir os seus lucros, dividendos e cotação em bolsa. Por outro lado, o aumento das taxas de juros trará para o mercado mais alternativas de investimento, com melhores retornos e com menos risco. Facto que irá motivar o retorno dos investidores mais aversos ao risco para produtos mais seguros, como obrigações, ou mesmo depósitos a prazo, motivando um influxo de capital para fora do mercado bolsista, reduzindo a procura, e consequentemente causando uma queda nos mercados.

Creio que tenha sido exactamente isto que se passou.

1

Em tom de conclusão, creio que a queda da semana passada apenas por uma correcção, todavia não creio ser possível concretizar a duração que a mesma terá. Talvez ate já tenha acabado, dados os ganhos (do dia) alcançados no final da semana.

Portanto, ainda não é hora de panicar.

Bons investimentos,

X

 

Publicado por

Senhor X

Mais uma pessoa aleatória a tentar vingar na vida, ambicionando a independência financeira o quanto antes!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s