Quando nos poderemos reformar?!

Retirement saving

Caríssimos, espero que o artigo desta semana vos encontre em grande forma, forma essa que esperemos que se mantenha, idealmente (e mais provavelmente apenas no caso de) (n)uma reforma antecipada. Dificilmente teremos a forma dos 30, 40 ou 50 aos 65, 67 ou seja la qual for a idade da reforma de quando efectivamente nos reformar-mos….

Já pensaram nisto? Se sim, óptimo, vejamos as opções a baixo. Se não pensaram e ambicionam uma reforma desafogada, recomendo vivamente que leiam este artigo e investiguem um pouco mais sobre o tema.

Se pensarmos numa reforma antecipada temos duas opções:

  1. Rendimentos passivos que sejam maiores ou iguais aos nossos gastos regulares. Opção já aqui bastante abordada que apesar de mais difícil, se torna ideal visto não erodir o património criado ao longo dos anos.
  2. Criar um mealheiro bem gordo que nos vá sustentar durante os anos de reforma

É exatamente sobre o ponto 2 que me gostaria de focar e mostrar como talvez não seja tão difícil de alcançar como se possa pensar, e seguramente muito mais facilmente de atingir do que o primeiro.

Relativamente ao primeiro ponto, ponto em que X activamente investe especialmente através do mercado imobiliário (comprar para alugar), na expectativa de dentro de 20 ou 30 anos ter os imóveis pagos, aumentando consideravelmente os seus rendimentos passivos.

Claro que ninguém sabe como será o mundo daqui a 20 ou 30 anos, mas a inflação e o valor dos bens devera seguir de acordo com a inflação, de modo a que podemos fazer as contas relativamente aos dias de hoje (porque qualquer eventual aumento seja no valor da rendas ou dos imóveis devera aumentar mais ou menos ao mesmo ritmo dos bens e serviços no longo prazo).

Desta forma, creio que seja razoável fazer as contas, como se dos dias de hoje se tratasse, seja no caso dos rendimentos passivos, ou no caso do mealheiro.

Mealheiro de Reformado

Quando falo do mealheiro de reformado, falo nas poupanças nos investimentos feitos ao longo de uma vida e do valor total que uma pessoa terá acumulado.

Como devem contar, os porcos não vivem do ar. No caso dos porquinhos mealheiro, o mesmo se passa e um investimento regular é primordial para tal. Seja em acções, seja em imobiliário, seja no que for, se poupe e invista regularmente para que o porquinho engorde tanto quanto possível.

X encontrou um site engraçado (podem aceder aqui)que nos pode ajudar a calcular o quanto poderemos juntar num determinado numero de anos, ou mais interessante, poderemos calcular quantos anos o nosso porquinho nos poderá financiar nos anos de reforma. Parece-me um instrumento muito interessante para podermos calcular o quanto iremos precisar dependendo das nossas ambições.

compound calc

Em primeiro lugar podemos fazer as contas para uma situação básica: um jovem X1, trabalhador, com 40 anos de trabalho pela frente, com uma modesta poupança de 100€ mensais e com retornos de 5% (valor bastante modesto tendo em conta a performance do mercado bolsista no longo prazo).

Considerando os dados bastante conservadores a cima, por volta dos 60 anos (considerando que a pessoa começou a trabalhar aos 20), o já não tão jovem X1, teria ao seu dispor cerca de 153.000€.

mealheiro

E quanto esses 153.000€ renderiam durante o resto da vida do já não tão jovem X1? Considerando uma taxa de juros bastante mais conservadora de 2%, visto que na velhice, queremos tudo menos os altos e baixos do mercado bolsista, porque literalmente poderemos não viver para ver a retoma de uma crise, prejudicando gravemente os nossos investimentos. Nada mais, nada menos do que 550€ por mês durante 30 anos (até aos 90), sobrando ainda mais de 7000€ para qualquer eventualidade. Considerando que o já não tão jovem X1 após 40 anos de trabalho teria alguma reforma, e possivelmente uma casa paga, este bônus mensal de 550€ creio que seria uma grande ajuda.


De notar que quando maiores forem as contribuições e mais longos forem os anos de investimento, exponencialmente maiores serão os ganhos. Por exemplo, se fossem investidos 200€ mensais nas mesmas condicoes anteriores, em vez dos 100€ na hipotese anterior, o bolo ao fim de 40 anos seria superior a 300.000€, ou por outro lado, apenas seriam necessários menos de 29 anos para atingir o mesmo valor (153.000€).


s3-news-tmp-136481-idontknow--2x1--940

E tu X, como estas no meio disto tudo? Quão perto/longe estas da independência financeira?

Não resisti em colocar esta imagem!

É uma muito boa questão, mas a resposta é algo difícil, visto a quantidade absurda de variáveis. Mas digamos que X queria manter o plano e reformar-se aos 50 anos com um rendimento mensal de 2000€ como mencionou anteriormente.  Consideremos:

  • 2000€ de rendimentos mensais
  • 2 propriedades a render -750€ por mês (após impostos)
  • Não ter habitação própria
  • Taxas de juro de 2%
  • 40 anos de reforma (dos 40 aos 90)

Para tal, x necessitaria de 1250€ mensais vindos do mealheiro durante 40 anos, o que implicaria um monumental mealheiro de mais de 400.000€!!! Se este for o caso, creio que poderemos dizer que X está a anos luz da independência financeira, especialmente, visto que seriam necessárias contribuições mensais de mais de 1000€, o que está completamente fora do alcance de X.

Caso consideremos uma hipótese mais modesta, e honestamente mais realista:

  • 1000€ de rendimentos mensais
  • 1 propriedade a render -350€ por mês (após impostos)
  • Ter habitação própria PAGA
  • Taxas de juro de 2%
  • 40 anos de reforma (dos 40 aos 90)

Para atingir os 1000€, X irá necessitar de mais 650€ mensais provenientes do mealheiro. Para tal o mealheiro devera ter cerca de 215.000€. Para tal, X teria que investir regularmente cerca de 500€ mensais, pelos 19 anos que tem pela frente. Valor a cima do investimento actual, mas ainda assim, com algum esforco, possível!


De notar que qualquer pensão publica ou privada não foram contempladas nestes modelos, de maneira a que a pior hipótese possível seja ainda assim agradável.


Caso os números não resultem nas vossas simulações, ajustes deverão ser feitos, ou nas contribuições mensais, na duração das mesmas (mais anos a trabalhar e investir, e menos de reforma), ou em ultimo caso nas rendas após a reforma. O que não dever ser feito é alterar basicamente as taxas de juro esperadas para o futuro, visto que no MUITO longo prazo, a incerteza reina, de forma a que abordagens mais conservadoras serão sempre melhores para evitar desilusões.


 

Espero que tenham gostado, e que este pequeno guia e esta calculadora vos ajudem a planear a vossa vida e a vossa reforma de uma forma o mais ajustada à realidade.

X irá continuar a procurar mais formas de investimento e formas de aumentar os seus rendimentos, ambicionando a primeira hipótese avançada, mas ficando satisfeito com algo entre a primeira e a segunda. Sem duvida que a bolsa terá um importantíssimo papel no processo, o imobiliário encontra-se em equação constante e um eventual negocio é uma ambição antiga. Veremos!

X

 

wxz invest

P.S. – caso não estejam a par, a WXZ Invest também está no Facebook! Caso ainda não nos sigam, visitem e deixem um Like:

https://pt-br.facebook.com/WXZ-Invest-2005771966330757/

Publicado por

Senhor X

Mais uma pessoa aleatória a tentar vingar na vida, ambicionando a independência financeira o quanto antes!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s